PicNic… PicMe


Pão com raspas de limão
December 3, 2011, 2:12 pm
Filed under: Salgado

Respeitar o tempo. Respeitar o tempo das pessoas, dos acontecimentos, do sono, do pão. Respeitar o tempo de cada qual.

Difícil respeitar. Difícil permitir que o tempo faça seu trabalho sem tentar apressá-lo.

Eu preciso de muitas horas de sono. Não é uma questão de gostar ou querer dormir muitas horas. É uma questão de precisar. Preciso desse tempo para repor a energia que me esvai do corpo e da mente. Preciso. Caso eu desrespeite esse meu tempo, não, não se acaba tudo. Mas sim, consequências se desdobram. Transtornada, confusa, irritada, nervosa. Se eu não me recolho mais cedo pra repor o que faltou na outra noite e insisto usar minha máquina mal equilibrada, elas vêm ao meu encontro. As lágrimas. Brotam e o choro escorre face abaixo, sem pedir permissão, sem respeitar a minha falta de respeito.

Nada difere com relação ao pão. Ele tem o seu tempo pra descansar (é assim mesmo que se diz no mundo dos pães), tem o tempo pra crescer e o tempo pra fermentar. Sem contar o tempo de assar, dourar.

O tempo mais curto da vida do pão é mesmo quando posto à mesa. O perfume inebriante impede que se espere tempo suficiente para este esfriar.

………………………………………

Receita:

Essa receita é do livro do Bertinet que ganhei ano passado. Fiz usando a batedeira pra facilitar a vida.

Depois de todos os pães assados, congelei alguns e fui ao longo da semana aquecendo no forno ou na torradeira, fica crocante como pão fresco!


Leave a Comment so far
Leave a comment



Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s



%d bloggers like this: