PicNic… PicMe


Negro Céu
November 29, 2008, 7:33 am
Filed under: Diversos, Uncategorized

céu

Não, a foto acima não foi tirada no pôr-do-sol, nem no nascer dele.

Não sei da onde vem esse tom alaranjado.

Foi tirada as 3H01 dessa madrugada.

Esse ano, nas madrugadas de sono turbulento, observei que o céu não fica negro ao anoitecer.

Cada vez que dizia isso a alguém, ouvia uma teoria (nome chic pra desculpa, quem é que quer filosofar sobre a cor do céu nas madrugadas de Sampa!) diferente:

– Ahhhhhhh, mas tava nublado, ainda vai chover, ai não fica escuro mesmo.

– Ahhhhhhh, mas estamos no verão, o céu fica mais claro a noite.

– Ahhhhhhh, mas é inverno, o dia amanhece mais cedo, por isso que você nunca pega o céu com cor de noite.


As madrugadas que fui visitar minha sala e olhar o horizonte não foram poucas, e garanto que foram poucas as vezes que vi o céu azul escuro, e mínimas as que vi estrelas. Será que todas as cidades grandonas são assim? Será que é pra sempre? Não tenho certeza se me lembro de já ter visto noites escuras por aqui. Sempre observei das janelas da casa do papai o céu na madrugada. Não tenho certeza se via o céu escuro.

Me lembro das noites no sítio. Aquele céu negro em que, a alguns passos de uma lâmpada, nada se enxergava. As estrelas formavam uma teia e a lua, um farol. O medo sempre batia no fundo do estômago. Não o medo de bicho ou de ladrão, o medo ao perceber o nosso ínfimo tamanho no mundo.

Sinto falta desse tapa na cara que a natureza nos prega. De tempos em tempos tenho a sorte de viver isso. Ouvir e ver as ondas quebrarem ao nascer do sol em uma praia deserta também dá a mesma sensação de impotência e pequenez. Ser abraçado pelo negro céu, sobrevoar um oceano, navegar por geleiras, camelar em desertos, imagino que tudo isso traga esse mesmo frio na barriga. Que é bom e ruim ao mesmo tempo!

A consciência de que minhas conquistas, meu cargo de trabalho, as línguas que eu falo ou a casa que eu tenho não são úteis caso aquele negro céu queira me abraçar ou as ondas venham me levar é o tapa a que me refiro que a natureza me dá. Tudo isso é importante só dentro da sociedade, dos conceitos, das futilidades. Nada disso conta pro universo da natureza. Tudo isso me parece tolo e supérfluo ao olhar nos olhos da natureza.

Gosto deste tapa, gosto porque assim tenho a impressão de que consigo respeitá-la mais, atitudes diárias no meu cotidiano permitem a manutenção da natureza, e tornam minha presença nula.

Acredito que nossa presença ante a natureza deve ser nula, acredito que só existem duas opções: Nula ou Negativa. Não acho que exista Positiva, a natureza é perfeita, não tem como melhorá-la (pelo menos os seres humanos estão longe dessa proeza). Aprendi que os índios só tomavam da natureza o que lhes era fundamental para a sobrevivência, nada mais. Acho que isso seria o equivalente a ser nulo. Eu tento, ainda tenho um longo caminho para aperfeiçoar.

Quem sabe um dia ainda consigo ver por aqui essas noites escuras. Afinal, a esperança é a última que morre.


1 Comment so far
Leave a comment

Marina,
alguns poucos comentários ao seu texto que induz à reflexão:
1. o céu de São Paulo só fica preto quando tem blackout! Ponto final (desculpe a franqueza).
2. realmente a natureza está falando sério quando diz que não perdoa a maneira como está sendo destruída. Desde o tsunami até as enchentes do Vale do Itajaí são os gritos de guerra da natureza.
3. sua observação final é muito importante – temos que ser neutros em relação à natureza e ao mundo em que vivemos. Para sermos neutros temos que ter atitudes, ações, movimentos. Temos que alertar as pessoas sobre o aquecimento global, sobre o buraco de ozônio, enfim, sobre tudo que está sendo feito para destruir a natureza e a terra. Fico feliz em fazer um pouquinho ao propagar as vantagens do etanol como combustível, de ver que nosso andar no prédio é o único onde tem uma separação prévia de material reciclável (obra da ME), de ver que nós jogamos pilhas e baterias usadas na Vivo ou no Banco Real. E vamos todos falando e fazendo. Cada pouquinho ajuda muito.

Comment by Paulo




Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s



%d bloggers like this: